Gafanha da Nazaré – 25 DICAS IMPERDÍVEIS! (2021)

Gafanha da Nazaré é uma cidade que se desenvolveu numa terra conquistada ao mar. Recuando 10 séculos, apenas havia o oceano, no local onde hoje fica esta vibrante cidade portuária e industrial. 

GAFANHA DA NAZARÉ

A Gafanha da Nazaré tem um enquadramento privilegiado, entre a Ria de Aveiro e o mar. Ao longo dos tempos, com o trabalho das pescas, do porto e da transformação do pescado, a localidade desenvolveu-se. A partir das águas, o povoado fez-se cidade. Idanha da Nazaré abriga o Porto de Aveiro e todo o tipo de estruturas de apoio à pesca e indústria daí derivada.

gafanha da nazaré

No perímetro da Gafanha da Nazaré e nos seus arredores encontram-se vários atractivos do ponto de vista cultural, histórico e recreativo.

ONDE FICA A GAFANHA DA NAZARÉ?

A Gafanha da Nazaré pertence ao conselho de Ílhavo, em Aveiro, numa península, entre a Ria e o Oceano Atlântico.

Partindo de Lisboa, de carro, são 263 Km, cerca de 2h30 de viagem. Da cidade do Porto à Gafanha da Nazaré são quase 80 Km, 50 minutos de carro.

HISTÓRIA DA GAFANHA DA NAZARÉ

A Gafanha da Nazaré começou a ser habitada no século XVII pelas gentes que vinham do sul de Ílhavo e que se dedicavam à pesca e à agricultura. Mais tarde, deslocaram-se para a Gafanha pessoas vindas do Minho e das Beiras. Empregaram-se nas obras do porto, do farol, em trabalhos de construção naval, na seca do bacalhau, nas salinas e na pesca. A padroeira da igreja local era A Nossa Senhora da Nazaré, nome que batizou a Gafanha da Nazaré.

O QUE VISITAR NA GAFANHA DA NAZARÉ?

Há locais que se percorrem nesta cidade que são importantes não apenas pelo seu interesse histórico e cultural, mas também porque nos ajudam a sentir a força e a alma da Gafanha da Nazaré. Para que possa planear a sequência dos seus passeios, preparámos um mapa das atrações na Gafanha da Nazaré. Divirta-se!

FORTE DA BARRA DE AVEIRO

O Forte da Barra é também conhecido pelos nomes de Castelo da Gafanha, Forte Pombalino e Forte Novo. Fica localizado na Ilha da Mó de Baixo, próxima da Ilha da Mó do Meio.

Foi mandado construir no século XVII, no reinado de D João IV, aquando da Restauração da Independência de Portugal, época em que era imperativo reforçar as defesas do território nacional. Nessa altura, a Gafanha da Nazaré era apenas um pequeno povoado recém-formado. Esta fortaleza foi edificada para proteger a entrada da barra da Ria de Aveiro.

forte da barra de aveiro

No século XIX, o forte deixou de ter relevância do ponto de vista militar e, no seu espaço, foi construída uma torre de sinalização que funcionou até ao século XX, para orientar os barcos que entravam na barra de Aveiro.

Desde 1974, o Forte foi destacado como  Imóvel de Interesse Público.

CAPELA DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES

Esta é uma pequena capela, mas com grande relevância na região. O traçado da construção tem a particularidade de ter uma fachada alusiva à arquitectura dos castelos. Fica localizada junto ao Forte da Barra. A festa da padroeira, Nossa Senhora dos Navegantes, tem grande expressão na Gafanha da Nazaré e celebra-se no terceiro fim-de-semana de Setembro.

CELEBRAÇÕES EM HONRA DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES

As festividades em Honra de Nossa Senhora dos Navegantes são particularmente importantes para os pescadores da Gafanha da Nazaré. Originalmente, levava-se em procissão a imagem de Nossa Senhora até ao mar. A partir dos anos 70, a devoção ganhou outra forma de se manifestar. A imagem parte agora da Capela de Cale da Vila, dedicada a S. Pedro, que era pescador, e é levada até à Ria, de onde continua a procissão de barco. Seguem em procissão centenas de barcos de todos os tipos, desde embarcações de ria, a veleiros de recreação e até rebocadores. Os barcos acompanham a imagem de Nossa Senhora, pelas águas da Ria de Aveiro, com destino à Capela de Nossa Senhora dos Navegantes.

CELEBRAÇÕES EM HONRA DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES

Das margens da ria, milhares de fiéis comparecem para assistir à procissão. 

FAROL DA BARRA

O Farol da Barra, ou Farol de Aveiro, tem 62 m! Em altura, está entre os maiores faróis do mundo, sendo o mais alto em Portugal. Este farol é o sítio mais elevado não apenas da Gafanha da Nazaré como de todo o Município de Ílhavo.

Em funcionamento desde finais do século XIX, o Farol da Barra é, ainda hoje, um suporte de sinalização costeira imprescindível para a navegação. Antes da sua construção, era comum naufragarem embarcações entre a Foz do Douro, a norte da Gafanha, e o Cabo Mondego, a sul.

farol da gafanha da nazaré

O farol fica no Largo do Farol, em frente ao imenso areal da Praia da Barra.

Do farol, abre-se uma vista deslumbrante da Ria de Aveiro, com os seus canais, praias e porto e ainda sobre a cidade da Gafanha da Nazaré.

É possível visitar o farol às quartas-feiras, no período da tarde. No verão as visitas são entre as 14h00 e as 17h00 e, no inverno, entre as 13h30 e as 16h30. Por dia, realizam-se três subidas ao farol, com o intervalo de cerca de 1h entre elas. Sendo que não é possível agendar a visita, o acesso é feito por ordem de chegada.

IGREJA MATRIZ DA GAFANHA DA NAZARÉ

A Igreja Matriz da Gafanha da Nazaré foi construída no início do século XX, com um traçado inspirado na arquitectura dos séculos XVIII e XIX. Posteriormente sofreu várias obras de requalificação, apresentando-se hoje como uma igreja de referência na Gafanha da Nazaré.

igreja matriz gafanha nazaré

JARDIM OUDINOT

O Jardim Oudinot é um imenso parque urbano, com cerca de 100 000 m2. Fica localizado junto a um canal da Ria de Aveiro, na Gafanha da Nazaré. É uma área verde muito atrativa, com uma arquitetura paisagística cuidada e aprazível. O parque integra vários equipamentos de lazer e desportivos, como campos de ténis, de futebol, de basquetebol, caminhos para circulação de bicicletas, caminhos pedonais, um parque geriátrico, um parque de merendas, parques infantis e ainda um ancoradouro de recreio.

jardim oudinot gafanha nazaré

No espaço do Jardim há também uma praia fluvial, com um bar com esplanada de apoio. Esta praia é conhecida pelos residentes da Gafanha como a antiga Praia dos Tesos.

No mês de Agosto, durante cinco dias, o Jardim Oudinot acolhe o Festival do Bacalhau.

NAVIO MUSEU DE SANTO ANDRÉ

Navio Museu de Santo André faz memória da pesca do bacalhau com redes de arrasto nas águas frias dos mares do Norte. Foi construído na Holanda, em 1948, a pedido da Empresa de Pesca de Aveiro. Era uma embarcação moderna, com 71,4 m de comprimento e um grande porão, com capacidade para cerca de 2000 toneladas de peixe. Durante 50 anos, o Santo André fez parte da frota portuguesa da pesca de do bacalhau. Nos anos 80, com as restrições da pesca de arrasto, muitos navios foram desmantelados, incluindo o Santo André.

O arrastão Santo André converteu-se no Navio Museu de Santo André, integrado no Museu Marítimo de Ílhavo. A embarcação pode ser visitada de terça-feira a domingo, na Gafanha da Nazaré, no cais em frente ao Jardim Oudinot. O bilhete de acesso ao Navio tem o valor de 3,50€ para adultos, 2,00€ para jovens e maiores de 65 anos e o bilhete-família custa 10€. Há também um bilhete que dá acesso ao Navio e ao Museu Marítimo de Ílhavo.

MUSEU MARÍTIMO DE ÍLHAVO

O Museu Marítimo de Ílhavo fica a cerca de 6Km da Gafanha da Nazaré. Neste espaço funciona o museu, o aquário e o centro de investigação, que, em conjunto, dignificam e imortalizam a relação destas terras com as águas do mar e da Ria de Aveiro. O espólio do museu apresenta vários objetos usados na pesca à linha do bacalhau e outros relacionadas com as várias atividades piscatórias na Ria de Aveiro. Encontra-se também no museu a maior coleção de conchas de Portugal, uma compilação de diferentes algas marinhas e um grande Aquário de Bacalhaus.  

museu marítimo de ílhavo

O espaço do museu por si é digno de apreciação. Trata-se de uma excelente obra de arquitetura moderna, cujo traçado original é da autoria do arquiteto local Samuel Quininha e o projeto de restruturação da responsabilidade dos arquitetos José Mateus e Nuno Mateus.

O ingresso no Museu custa 6€ para adultos, 3€ para jovens e maiores de 65 anos e o bilhete-família tem o valor de 15€.

O museu pode ser visitado gratuitamente no segundo domingo do mês. O acesso às exposições temporárias, à biblioteca, à loja e à cafetaria e não carecem de bilhete.

PONTE MEDIEVAL

Na Gafanha da Nazaré há uma antiga ponte medieval, que servia para fazer a ligação ente o Forte da Barra e Ílhavo. Actualmente, a ponte serve de travessia pedonal na praia fluvial do Jardim Oudinot.

ponte medieval gafanha

PRAIA DA BARRA

O Farol de Aveiro assinala de longe a Praia da Barra, onde a Ria se une ao mar. O areal, a perder de vista, une-se à praia da Costa Nova, a sul. É uma praia de bandeira azul, muito procurada no verão, tanto por banhistas como por praticantes de desportos náuticos.

praia da barra gafanha nazaré

LAGOA DE AVEIRO – RIA DE AVEIRO

A Lagoa ou Ria de Aveiro é uma enorme laguna de água salgada, que abrange uma área de cerca de 75 Km2. A Ria proporciona um cenário de extrema beleza, sendo um local perfeito para umas férias de sonho.

ria de aveiro

COSTA NOVA

A Costa Nova é uma concorrida zona balnear de Aveiro. Fica na Gafanha da Encarnação, ao lado da Gafanha da Nazaré. A imagem de marca da Costa Nova são os Palheiros de madeira, coloridos com listas brancas e vermelhas, brancas e azuis ou outra cor forte. Na sua origem, os Palheiros eram usados pelos pescadores para guardarem o seu material de pesca. Atualmente, os Palheiros são essencialmente casas de férias.

costa nova gafanha

A Costa Nova tem uma bonita praia, com uma enorme extensão de areia, banhada pelas águas agitadas do oceano, muito apreciadas por surfistas.  Do lado oposto da praia oceânica, contrasta a serenidade da Ria de Aveiro, excelente para desportos como windsurf, kitesurf ou canoagem.

 MERCADO DO PEIXE DA COSTA NOVA

Este mercado está localizado na pitoresca zona balnear da Costa Nova. Aqui o peixe é sempre fresco. Há uma zona do mercado onde se pode comprar marisco já confecionado, para consumir no local ou para levar.

mercado peixe gafanha

MUSEU DA VISTA ALEGRE

A qualidade e elegância da marca portuguesa de porcelanas Vista Alegre é conhecida além-fronteiras. O museu conta a história do fundador e do percurso histórico e industrial das produções da fábrica, desde o seu início em 1824 até aos dias de hoje.  A visita inclui o espaço das oficinas, onde é possível ver os artesãos a pintar as peças.

O bilhete de entrada no museu, dá também acesso à Capela de Nossa Senhora da Penha de França, ou Capela Vista Alegre, que fica no espaço contíguo ao museu. Foi construída no século XVII e adquirida no início do século XIX, pelo fundador da Vista Alegre. É uma capela de beleza extraordinária, considerada Monumento Nacional desde 1910.

museu vista alegre

As visitas ao museu são diárias. No segundo domingo de cada mês, no dia 18 de maio e no dia 18 de junho a entrada no museu é gratuita.

O Museu da Vista Alegre fica no Largo da Vista Alegre, em Ílhavo, sede de município da Gafanha da Nazaré.

SÃO JACINTO

São Jacinto é uma pequena comunidade de pescadores próximo da Gafanha.

Para lá chegar, deve apanhar o barco no porto de Aveiro. A viagem pelo estuário é lindíssima e demora 15 minutos. São Jacinto é uma viagem no tempo, lá encontrará um pequeno bairro de pescadores emparedado entre as águas da Lagoa e as ondas do oceano Atlântico.

SÃO JACINTO

DESPORTOS AQUÁTICOS

De um lado… o oceano! Do outro… a ria de Aveiro!

A Gafanha da Nazaré é um paraíso para os amantes de desportos aquáticos. Por essa razão por lá encontramos diversas escolas de Surf. Mas também há espaço para outros desportos como o bodyboard, windsurf ou Kitesurf. O stand-up paddle também marca a sua presença e é usado como meio de efetuar excursões guiadas.

excursões guiadas na ria de aveiro

Se quer aprender a navegar também encontrará solução por aqueles lados. Lá vai encontrar um catamarã que lhe permitirá dar os primeiros passos na arte da navegação! Super!

VISITA VIRTUAL À GAFANHA DA NAZARÉ

GASTRONOMIA DA GAFANHA DA NAZARÉ

Na gastronomia, o peixe é incontornável, sejam sopas ou caldeiradas de peixe, marisco ou bacalhau, confecionado de mil formas! Para os gulosos, há as tripas, um doce típico da região com recheio de ovos moles ou chocolate.

tripas da gafanha da nazaré

RESTAURANTES NA GAFANHA DA NAZARÉ

COMER BARATO NA GAFANHA

A TASCA

Mais de 500 comentários no Google e uma classificação geral de 4,1 (num máximo de 5). É uma boa opção para quem gosta de comida no carvão. Os maiores elogios centram-se no bacalhau e no frango assado. Boa relação preço/qualidade.

a tasca gafanha da nazaré

COMER BEM A UM PREÇO RAZOÁVEL NA GAFANHA DA NAZARÉ

RESTAURANTE MARISQUEIRA DUNA DO MEIO

Restaurante marisqueira de 2 cifrões (num máximo de 3). Conta com mais de 650 comentários no Google e uma classificação geral de 4,5 (em 5). O arroz de marisco e a Paella dominam os elogios. O restaurante fica situado numa zona tranquila e com uma vista muito bonita.

restaurante duna do meio Gafanha

ONDE DORMIR NA GAFANHA DA NAZARÉ?

HOTEL FAROL

Hotel de 3 estrelas com uma ótima localização (no centro da Barra). Tem uma classificação global de 4,3 (num máximo de 5) obtida em mais de 300 comentários no Google. Se conseguir, reserve um quarto nos pisos mais elevados do hotel. Os clientes fazem muitos elogios ao pequeno-almoço e à simpatia do staff.

Hotel farol gafanha da nazaré

O QUE VISITAR PERTO DA GAFANHA DA NAZARÉ?

A Gafanha da Nazaré fica no litoral do país, entre Coimbra e o Porto. Razoavelmente perto da Gafanha irá encontrar vários outros locais que também merecem a nossa atenção e visita, a saber: Aveiro (6 minutos de carro), Coimbra (51 minutos), Figueira da Foz (50 minutos), Porto (50 minutos).

AVEIRO
COIMBRA
FIGUEIRA DA FOZ
PORTO

SE GOSTOU DESTE ARTIGO, TAMBÉM VAI GOSTAR DE…

PRAIA DE MIRA
VILA DO CONDE