MIRANDA do DOURO: cidade SUSPENSA num planalto! (2021)

Miranda do Douro é uma pequena cidade de grandes tradições! Fica do outro lado das montanhas, suspensa num planalto, à beira das imponentes arribas rochosas do vale do rio Douro.

MIRANDA DO DOURO

Em tempos, não era fácil o acesso. Ao longo do tempo, Miranda foi cuidando de si, produzindo o que precisava e guardando o que era seu. A história e geografia talharam um lugar com um carácter fortíssimo. Para além de português, aqui também se fala mirandês, a única língua em Portugal com o estatuto de língua oficial, para além da língua lusa.

Os Pauliteiros de Miranda são talvez a mais marcante expressão da cultura e tradição de Miranda do Douro. Trata-se de um grupo folclórico de dança, tradicionalmente masculino. O grupo traja-se a rigor com saias de folhos, camisas de linho, colete, xailes e chapéus de abas pretas decorados com flores, fitas e penas.

pauliteiros de miranda do douro

Três músicos acompanham os dançarinos, cada qual com o seu instrumento: o bombo, a caixa e a gaita-de-foles (herança celta). Os homens, armados com um pau em cada mão, começam a dança bélica, ritual e ritmada, num frenesim estonteante, batendo com os paus uns nos outros, entre saltos e rodopios. É realmente um espetáculo impressionante, a não perder!

ONDE FICA MIRANDA DO DOURO?

Fica ali no cantinho de Portugal, na ponta de Trás-os-Montes, bem no alto de um paredão na margem do rio Douro, espreitando Espanha, na outra margem.

Viajar para Miranda do Douro requer um pouco de paciência. É preciso transpor montanhas e não há auto estrada que ali chegue. Partindo de Lisboa de carro, conte com cerca de 5 horas, para um trajeto de 507 Km. Se vier da cidade do Porto, são quase 3 horas, para um percurso de aproximadamente 260 Km.

O QUE VISITAR E FAZER EM MIRANDA DO DOURO?

Há muito para ver, conhecer e apreciar em Miranda do Douro. A lista é extensa e por isso preparámos um mapa para si, para que possa planear com eficiência a sequência das suas visitas. Esperamos que seja útil!

(para ver mais em pormenor clique no canto superior direito do mapa. De seguida vá clicando no mapa para aproximar a imagem)

CENTRO HISTÓRICO DE MIRANDA DO DOURO

O centro histórico de Miranda do Douro não é muito grande e a melhor maneira de o conhecer é através de um passeio a pé. Inevitavelmente, chega-se à única praça da cidade, o Largo D. João III. Aqui encontram-se os principais edifícios da cidade: a Câmara Municipal, o Solar dos Ordazes – uma imponente casa abrasonada – e o Museu da Terra de Miranda. Este museu espelha a história, vida e tradições desta região através de coleções arqueológicas, etnográficas e antropológicas.

centro histórico de miranda do douro

PRAÇA DOM JOÃO IIIMIRANDA DO DOURO

É o ponto mais central da terra. No centro do Largo D. João III está um conjunto escultórico em estanho. Representam um casal de trabalhadores, envergando a Capa de Honras Mirandesa. Como o nome indica, a Capa de Honras Mirandesa é uma veste de cerimónia, tradicional de Miranda do Douro. Trata-se de uma peça de vestuário feita em burel (um tecido grosseiro de lã). Terá tido a sua origem nos monges beneditinos que em tempos tiveram grande influência na região. Ainda hoje, esta capa é usada em ocasiões importantes por pessoas de destaque, como o Presidente da Câmara.

capa de honras mirandesa

RUA MOUZINHO DE ALBUQUERQUE

Esta é uma rua pitoresca, a principal do centro histórico de Miranda do Douro. É aqui que se encontra concentrado grande parte do comércio. Também nesta rua fica a Casa da Cultura Mirandesa.

RUA MOUZINHO DE ALBUQUERQUE

CONCATEDRAL DE MIRANDA DO DOURO

Muito próximo desta praça, encontra-se a antiga Sé de Miranda do Douro, atual Concatedral, porque a Sé passou a ser em Bragança. Trata-se de uma edificação imponente, do início do século XVII, destacada como Monumento Nacional, desde 1910. Tanto a sua arquitetura como o seu interior, repleto de belos retábulos, são admiráveis, mas o ícone mais original, de uma devoção popular muito singular, é a pequena estatueta do Menino Jesus da Cartolinha.

concatedral de miranda do douro

RUÍNAS DO CASTELO DE MIRANDA DO DOURO

Em tempos, o castelo de Miranda do Douro foi o mais importante forte das fronteiras da região. Ao longo da história, em dois reinados diferentes, foi alvo de reconstruções. Em 1762 foi-se literalmente pelos ares numa grande explosão, quando numa batalha contra os espanhóis, foi atingido o armazenamento de pólvora. Caíram por terra as muralhas, a torre e 400 pessoas. Ficaram estas ruínas para contar a história.

ruínas do castelo Miranda do Douro

MURALHAS MEDIEVAIS DE MIRANDA DO DOURO

No caminho de ronda das muralhas medievais (ou seja, no trilho de vigilância do castelo), vai encontrar o que sobrou de uma cerca de um velhinho castelo gótico dos séculos X e XI. Apesar de tudo, são as mais bem conservadas da região. Este local, para além de nos transportar ao passado, oferece-nos também uma magnífica vista panorâmica da zona envolvente.

muralha pré-românica de miranda do douro

PARQUE NATURAL RIO FRESNO

Um percurso de 4 quilómetros em redor do castelo que o convidamos a percorrer depois de uma refeição bem regada. Um passeio urbano em Miranda do Douro em tons de verde e que lhe dará a conhecer a Ponte e a Fonte dos Canos e também as antigas azenhas.

PARQUE NATURAL RIO FRESNO MIRANDA DO DOURO

RUÍNAS DO PAÇO EPISCOPAL

Estas ruínas ficam atrás da antiga Sé de Miranda do Douro. O passeio por entre estas antigas arcadas, muito bem conservadas, dá-nos o vislumbre de tempos gloriosos.

Ruínas do paço episcopal miranda do douro

IGREJA DO ANTIGO CONVENTO DOS FRADES TRINOS

Esta igreja data do século XVIII e pertencia ao convento da Ordem da Santíssima Trindade. Foi mandada construir pelos frades descalços. Quem hoje passa em frente deste edifício, vê apenas a bela fachada da igreja. Prestando atenção, nota-se que está assinalado, ao lado da porta principal, Biblioteca Municipal, que aqui funciona desde 1999.

IGREJA DO ANTIGO CONVENTO DOS FRADES TRINOS

CASA DA CULTURA MIRANDESA

A Casa da Cultura Mirandesa ocupa o espaço da antiga Casa da Alfândega. Este é um lugar dedicado essencialmente à exploração de várias vertentes da cultura regional como a língua, a etnografia, a música ou qualquer outro aspeto ligado à cultura de Miranda do Douro.

museu da terra de miranda

PARQUE NATURAL DO DOURO INTERNACIONAL

Nesta zona do país, a separar Portugal e Espanha, encontramos o rio Douro “apertado” entre escarpas imponentes. O parque Natural do Douro Internacional é uma região imensa com 86 mil hectares. Falamos de um parque de grande importância na conservação de algumas aves ameaçadas de extinção. Aves como o abutre-do-egipto e a águia Bonelli nidificam nas formações rochosas do parque natural. Pouquíssimas pessoas vivem nesta região. As que resistem vivem da agricultura e da pecuária. Para lá do Douro, o parque estende-se por terras espanholas. Do outro lado da fronteira chama-se Parque Natural Arribes del Duero.

parque natural do douro internacional

PASSEIO DE BARCO – ESTAÇÃO BIOLÓGICA INTERNACIONAL DE MIRANDA

É na estação biológica internacional de Miranda que pode partir para uma viagem de grande beleza e que o transportará até à alma da região. Embarque num passeio que percorre o parque natural do douro internacional e que ruma à estação biológica internacional do Douro. Uma viagem pelo canhão do Douro e que o levará ao percurso mais belo da fronteira que separa Portugal de Espanha.

Uma oportunidade para conhecer locais acessíveis apenas de barco e para admirar as falésias de baixo para cima (contrastando com a visão que obtemos dos miradouros). A viagem demora aproximadamente uma hora. Durante o percurso, o guia explicar-lhe-á tudo sobre a flora e a fauna da região. No final do percurso, ainda há tempo para uma degustação de vinhos do Porto (o bilhete inclui este extra).

A partir do barco somos dominados pela imponência das grandiosas escarpas das margens do Douro. Também podemos vislumbrar animais raros ou em vias de extinção, como a águia-real ou o abutre-do-Egipto. Os barcos partem diariamente do cais, a cerca de 1 km de Miranda do Douro, na Estação Biológica Internacional. Uma experiência magnífica!

VISITAR O CENTRO DE VALORIZAÇÃO DO BURRO DE MIRANDA

Miranda do Douro é uma terra tão especial que até tem o seu próprio burro! O burro mirandês é castanho, tem orelhas grandes e peludas e é um animal muito meigo. Esta é uma espécie autóctone da planície mirandesa e está em risco de extinção.

burro de miranda

O Centro de Valorização do Burro de Miranda surgiu com o objetivo de preservar esta raça de burro. Vale a pena visitar o centro, que nos permite uma grande proximidade com estes animais, que gostam muito de ser afagados. Para além das visitas, é também possível marcar uma caminhada com os burros, acompanhada por monitores especializados. Nestas caminhadas, crianças até aos 12 anos terão a possibilidade de montar um burro parte do trajeto.     

ALDEIAS PERTO DE MIRANDA DO DOURO

ALDEIA DE PICOTE

Na aldeia de Picote (ou Picoute!) a língua mirandesa é rei! A aldeia fica a 17 quilómetros (20 minutos de carro) de distância de Miranda do Douro e situa-se no coração do Parque Natural do Douro Internacional.

aldeia de picote em miranda do douro

Picote é um povoado antiquíssimo que remonta à época dos romanos. Seria à data a capital duma região então chamada de “Terra de Miranda”. Picote resistiu e resiste. Resiste à desertificação do interior e resiste à passagem do tempo. Uma resistência que se deve à fibra das suas gentes que teimam em manter Picote no mapa e que teimam em preservar o património cultural da aldeia. Um sítio para visitar a pé e deambular pelas suas ruas. Falar com os autóctones, fazer perguntas e entrar na alma do seu povo. Eis a fórmula para visitar uma das aldeias mais recônditas e singulares de Portugal.

>

MIRADOUROS EM MIRANDA DO DOURO

Para o ajudar a encontrar os miradouros preparámos um mapa para si!

MIRADOURO DA PENHA DAS TORRES

É na aldeia da Paradela que encontramos um dos miradouros mais espetaculares da região, o miradouro da penha das torres. Para lá chegar siga as placas indicativas que vai encontrar na aldeia. O passo seguinte é percorrer a estrada de terra batida até se aproximar das arribas do Douro. Do seu lado esquerdo encontrará um castanheiro gigante (o maior do Parque)!

O miradouro fica no ponto mais oriental do país, o sítio onde o sol mais cedo se ergue. A vista é fenomenal e de lá terá a oportunidade para avistar o ponto preciso em que o rio Douro entra em Portugal. Se tiver sorte avistará também abutres e grifos (uma ave que na mitologia grega era metade águia e metade leão).

MIRADOURO DE SÃO JOÃO DAS ARRIBAS

Fica próximo da Aldeia Nova numa das arribas do Parque Natural, bem próximo dum antigo povoado (um castro) da idade do ferro. É um local de particular beleza que proporciona uma visão deslumbrante do rio Douro emparedado entre gigantescas paredes rochosas.

miradouro de São joão das arribas

MIRADOURO DE CASTRILHOUÇO

Para aqui chegar tem de percorrer uma estrada sem asfalto partindo de Miranda do Douro (o caminho faz-se a pé ou de bicicleta sem dificuldade de maior). O miradouro do Castrilhouço é, provavelmente, o menos famoso de todos os miradouros da zona, mas é seguramente o mais bonito de todos eles. Uma oportunidade para ver o Douro a serpentear entre escarpas imensas e a curvar para assim continuar a sua viagem rumo do oceano.

miradouro de castrilhouço miranda do douro

MIRADOURO DA FREIXIOSA

Fica a 1 quilómetro da aldeia da Freixiosa (a aldeia é a 11 quilómetros de Miranda do Douro). O percurso é novamente por uma estrada de terra batida mas desta vez com uma inclinação muito considerável. Para evitar percalços o melhor mesmo é estacionar antes do declive e seguir no carrinho do Armando (um bocadinho a pé e um bocadinho andado). O Miradouro é totalmente selvagem e fica no cume de um pedregulho de granito. Para subir ao topo tem o auxílio de uma grade de ferro. Se resistir às vertigens será recompensado por uma vista arrebatadora!

Miradouro da freixiosa miranda do douro

MIRADOURO DA FRAGA DE PUIO

O mais famoso Miradouro da região e aquele que arrebata sempre o prémio da fotogenia! Para tal, muito contribui o pontão em vidro suspenso sobre o Douro! Uma plataforma recentemente construída e que permite ir mais além e admirar o Douro em todo o seu esplendor! Magnífico!

MIRADOURO DA FRAGA DE PUIO MIRANDA DO DOURO

HISTÓRIA DE MIRANDA DO DOURO

A ocupação de Miranda do Douro vem de épocas muito antigas. Antes de haver Portugal, esta foi uma região de celtas, de romanos, visigodos e ainda de árabes. Estes últimos terão chamado a estas terras Mir Andur, que com o passar do tempo deu origem à palavra Miranda. No século XII, Miranda do Douro já tinha um castelo. Mas nesta altura, foi mandada construir uma cerca amuralhada em torno da povoação, a mando de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal. O rei reconheceu aqui um ponto estratégico para a defesa do seu território. Na outra margem do rio já espreitava o reino de Leão, atual Espanha.

No século XIII, o lugar de Miranda do Douro foi elevado a vila. Mais tarde, no século XIV, a cidade e sede de bispado de Trás-os-Montes. No século XVIII, a residência do bispo passou a ser Bragança. Provavelmente porque a cidade de Miranda foi fortemente fustigada nos frequentes confrontos com os espanhóis, os vizinhos da outra margem do Douro.

Reza a lenda, que estando Miranda do Douro cercada pelos castelhanos, prestes a dar-se por vencida, surgiu um rapaz vestido de nobre cavaleiro que conduziu o povo à vitória. Vencida a batalha, o misterioso rapaz desapareceu e o povo, crente no auxílio divino, criou a devoção do Jesus-cavaleiro, protector dos mirandeses. A devoção deu origem a uma estatueta deste Jesus, nobre rapaz-cavaleiro, que data do século XVIII. Esta imagem encontra-se na antiga Sé de Miranda e é um dos símbolos desta terra.

Os devotos começaram a oferecer roupas para vestir a estatueta que hoje é conhecida como Menino Jesus da Cartolinha. A Cartola é uma das peças mais utilizada do seu guarda-roupa. O Menino Jesus da Cartolinha troca frequentemente de vestimenta, consoante a ocasião. No dia de Reis, é levado em procissão, carregado por meninos de Miranda.

Menino Jesus da Cartolinha MIRANDA DO DOURO

Com o passar do tempo, Miranda do Douro foi perdendo protagonismo. Mas não perdeu o seu valor, guardado nos monumentos históricos, cultura e tradições. Mas também nas escarpas, nos arvoredos e nas águas dos rios.

O QUE VER NAS IMEDIAÇÕES DE MIRANDA DO DOURO?

Miranda do Douro tem muitas atrações naturais e patrimoniais que merecem uma visita atenta. Mas caso lhe sobre algum tempo, sugerimos que visite também a vila de Mogadouro e a vila do Vimioso que ficam localizados a uma curta distância de Miranda do Douro.

VIMIOSO (perto de Miranda do Douro)

De Miranda do Douro à vila do Vimioso distam 29 quilómetros (uma distância que se percorre em 29 minutos). Vimioso fica num planalto entre os rios Angueira e Maçãs. A região circundante é caracterizada por arribas íngremes e planícies onde se cultivam amendoeiras, oliveiras, vinhas e sobreiros. A feira de São Lourenço é o grande evento anual e realiza-se no dia 10 de agosto. Caso aceite a nossa sugestão não deixe de visitar a igreja matriz, a capela da Atalaia, a capela de nossa senhora das dores, o pelourinho, o santuário da nossa senhora da visitação, o castelo de Algoso, a igreja matriz de Algoso e o parque ibérico de natureza e aventura (PINTA).    

MOGADOURO (perto de Miranda do Douro)

34 minutos e 46 quilómetros separam Mirando do Douro à vila de Mogadouro. Falamos de uma terra muito antiga que antecede inclusivamente a criação do condado Portucalense. Visitar Mogadouro é uma visita ao passado pois lá podem-se encontrar inúmeros vestígios de povos que habitaram esta região há mais de 6 mil anos. Se aceitar a nossa sugestão e visitar Mogadouro, não deixe de visitar o castelo, a Ordem dos Templários, o Castelo de Penas Roias, o convento de São Francisco e o Vale do Sabor (um património natural). Fevereiro e março são os meses perfeitos para visitar Mogadouro pois é neste período que as amendoeiras em flor florescem.

EVENTOS EM MIRANDA DO DOURO

Há eventos ao longo do ano que, para além de serem uma animação excelente, ajudam a melhor conhecer a cultura de Miranda do Douro. As Festas de Inverno duram do Natal ao Carnaval, com alguns momentos de maior protagonismo, como a Festa dos Rapazes, a Festa dos Reis e o entrudo Chocalheiro. Em junho, há a Ronda das Adegas, na freguesia de Atenor.

L Burro I L Gueiteiro é um festival de cultura tradicional que decorre  em julho, pelas aldeias de Miranda, exaltando o burro mirandês e o tocador de gaita-de-foles. Em Sendim, uma vila do conselho, tem lugar o Festival Intercéltico, no mês de agosto.

FESTIVAL DE SABORES MIRANDESES

Um festival anual que costuma realizar-se durante o mês de fevereiro no Jardim de Frades Trinos (no centro de Miranda do Douro). É um evento que promove uma variedade de produtos locais como por exemplo: o artesanato, os doces e a carne local. Um evento que deixa água na boca.  

FESTIVAL DE SABORES MIRANDESE

GASTRONOMIA EM MIRANDA DO DOURO

A rainha da gastronomia de Miranda do Douro é a Posta Mirandesa, um suculento naco de vitela, acompanhado com batatas a murro. É um prato simples, sem truques, mas que regala o paladar pela excelência da matéria prima.

posta mirandesa de Miranda do Douro

Também os enchidos são famosos, portanto não deixe de provar o presunto, a alheira ou o salpicão. Os mais gulosos podem aproveitar para experimentar a Bola Doce Mirandesa, tradicionalmente confecionada na Páscoa, à base de farinha, açúcar, ovos e canela.

RESTAURANTES EM MIRANDA DO DOURO

O MIRANDÊS

Restaurante de 2 cifrões (num máximo de 3). Tem mais 1000 comentários no Google e uma classificação geral de 4,2 estrelas (num máximo de 5). Os elogios centram-se na qualidade da posta mirandesa, do bacalhau e na simpatia do pessoal. Tem uma boa relação preço/qualidade. Sugerimos que peça um jarro de vinho da região para acompanhar.

restaurante o mirandês em miranda do douro

HOTEIS EM MIRANDA DO DOURO

Encontram-se várias propostas de alojamento em Miranda do Douro e também nas suas imediações. Mas a nossa sugestão recai sobre uma opção barata mas que curiosamente é aquela que apresenta uma melhor cotação no Google.

HOTEL RESTAURANTE O MIRANDÊS

Trata-se do mesmo estabelecimento do restaurante que anteriormente citámos. O hotel tem mais de 600 avaliações no google e uma classificação geral de 4,3 estrelas. Os quartos são simples mas limpos. Uma ótima opção para quem passeia durante o dia e pretende apenas um lugar apropriado para dormir.

restaurante o mirandês miranda do douro

SE GOSTOU DESTE ARTIGO TAMBÉM VAI GOSTAR DE…

PONTE DE LIMA (clique na imagem)
VILA POUCA DE AGUIAR (clique na imagem)