PENICHE – Guia COMPLETO (27 sítios TOP)! (2021)

Peniche é uma pequena cidade que rompe mar adentro, segurando-se ao continente por um braço de terra!

PENICHE 

É conhecido principalmente pelas suas praias incríveis e pelo arquipélago das Berlengas, mas há muito mais para descobrir em Peniche. Gastronomia, história, artesanato, cultura e tradição, tudo isto podemos encontrar em Peniche, longe da agitação das grandes cidades. Um excelente destino para quem tem alguns dias de férias.

peniche

ONDE FICA PENICHE?

Peniche localiza-se na região centro de Portugal e pertence ao distrito de Leiria. Fica a cerca de 103 Km a norte de Lisboa, uma distância que se percorre em apenas 73 minutos. É muito fácil chegar de carro ou de transportes. Há várias camionetas a partirem diariamente de Lisboa. Embora ao fim-de-semana reduzam o número de veículos, a oferta continua a ser razoável e, no verão, o serviço é reforçado.

O QUE VISITAR EM PENICHE?

Peniche tem um número muito elevado de atrações turísticas. 5 dias não são demasiados para ver com calma tudo o que há para ver neste lugar. Para facilitar a leitura deste artigo, decidimos dividir os lugares de interesse em duas grandes categorias: 1-PATRIMÓNIO NATURAL e 2-PATRIMÓNIO CULTURAL.

PATRIMÓNIO CULTURAL DE PENICHE

Comecemos então a viagem a Peniche pelo seu património cultural. Segue-se um mapa das ATRAÇÕES PATRIMONIAIS em Peniche para que possa organizar com mais eficiência os seus passeios!

CENTRO HISTÓRICO DE PENICHE

É no centro histórico que conseguimos sentir um pouco da alma de cada lugar que visitamos. Peniche não é exceção. Comece por caminhar descontraidamente pelas suas ruas e perceberá que, há semelhança da cidade de Lisboa, o seu traçado é muito retilíneo. A explicação reside na destruição infligida pelo grande terramoto de 1755 que destruiu grande parte do local. A reconstrução do país foi liderada pelo Marques de Pombal que implementou traçados retilíneos em muitas dessas (re)construções. São exemplos deste traçado a regra e esquadro a cidade de Lisboa, a vila de Porto Covo e a cidade de Peniche.

centro histórico de Peniche
CENTRO DE PENICHE

IGREJA DE SÃO PEDRO

É uma igreja enorme do século XVI e fica bem no centro de Peniche. Tem 3 grandes naves. O seu exterior é simples mas imponente. No interior encontramos vários altares e destaca-se uma capela-mor decorada com talha dourada e ornamentada com belas colunas. De salientar também a existência de diversas pinturas setecentistas (referente ao século XVIII). Se gosta de monumentos religiosos vai gostar desta igreja!

igreja de são pedro, peniche
IGREJA DE SÃO PEDRO (IGREJA MATRIZ DE PENICHE)

IGREJA DA MISERICÓRDIA EM PENICHE

Um templo do século XVII que pertence à Santa Casa da Misericórdia de Peniche e que fica localizada junto ao antigo hospital da mesma instituição. O exterior é interessante mas a verdadeira riqueza está guardada no interior da igreja. Na minha opinião, uma das mais bonitas do país. Tem pinturas a óleo gigantes nas paredes, painéis azulejares seiscentistas (referentes ao século XVII), e um teto decorado com caixotões que ilustram momentos da vida de Jesus Cristo.

interior da igreja da misericórdia Peniche
IGREJA DA MISERICÓRDIA EM PENICHE

SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS

Um templo que terá sido construído durante o século XVI e que fica localizado na zona ocidental de Peniche. Reza a lenda que a imagem de nossa senhora foi encontrada numa caverna no século XII. A caverna deu lugar à construção de um templo começando assim o culto à senhora dos remédios. Um culto que teve grande importância e que se traduzia em peregrinações anuais à capela. Culminou na criação do santuário (dele fazem parte uma igreja e uma praça onde residiam o ermitão e os mordomos). Destacam-se no santuário a capela-mor com a imagem da nossa senhora, os painéis seiscentistas e a capela do senhor morto com uma imagem de Jesus Cristo.

santuário de nossa senhora dos remédios peniche
SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS

FORTE DE PENICHE

O forte de Peniche foi mandado construir para proteção do porto, que era um dos mais importantes do país e, por isso, sujeito a constantes ataques de corsários ingleses e franceses (os corsários eram grupos de indivíduos que saqueavam barcos e terras costeiras a mando de governos). Era a peça principal do conjunto defensivo conhecido como Praça-Forte. Foi em 1557, por ordem do rei D. João III, que se deu início à construção da fortaleza. No entanto, a obra foi concluída muito mais tarde, quase cem anos depois.

forte de peniche
FORTE DE PENICHE

O final do século XIX marcou o final das necessidades defensivas e, doravante, o Forte de Peniche conheceria outras funções. Foi prisão política (lá encontrará a cela e as pinturas de Álvaro Cunhal) e abrigo de retornados das ex-colónias portuguesas (1975). Hoje em dia, o forte de Peniche hospeda o Museu Nacional Resistência e Liberdade, especialmente dedicado à história contemporânea. Vale a pena aproveitar uma tarde para o ir visitar.

cela de Cunhal Peniche
CELA DE ÁLVARO CUNHAL, PENICHE

Está aberto de quarta-feira a domingo, entre as 14h30 e as 19h00, exceto nos dias 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio e 25 de dezembro.

FAROL DO CABO CARVOEIRO

Depois de visitar o museu, aproveite para fazer uma caminhada até ao Cabo Carvoeiro, na extremidade ocidental de Peniche. É um agradável passeio de 40 minutos e, pelo caminho, pode aproveitar para conhecer a gruta da Furninha. Lá, foram encontrados vestígios pré-históricos da presença humana.

gruta da furninha
GRUTA DA FURNINHA

Se não gosta de andar a pé, ou não tem muito tempo, vá de carro, são apenas 8 minutos. O Cabo Carvoeiro é uma espantosa obra talhada pela natureza, com a paciência do tempo e o engenho do mar e do vento. A paisagem deslumbra pelas grandes falésias de rocha calcária, com recortes vincados, que enfrentam o infinito do mar. Ao longe avistam-se as Berlengas e, mais perto, a Nau dos Corvos, um grande rochedo cujo desenho faz pensar num navio a afundar-se.

cabo carvoeiro
CABO CARVOEIRO

Encontra-se aqui um dos mais antigos faróis de Portugal, em funcionamento desde 1790. Este farol recorda-nos como, no passado, era temível atravessar o Cabo Carvoeiro. Muitas foram as embarcações que, embatendo nestas perigosas escarpas de Peniche, nunca chegaram ao porto de destino.

MUSEU DA RENDA DE BILROS

A Renda de Bilros é o expoente máximo do artesanato de Peniche. Não se sabe ao certo quando esta arte surgiu por estas terras, nem qual a sua origem. No entanto, seguindo o rasto das histórias das rendilheiras de cabelos brancos, que contam que já rendavam suas mães e suas avós, parece que antes do século XVIII já haveria Renda de Bilros em Peniche. Era uma das atividades com que se ocupavam as mulheres quando os homens partiam para o mar. O Museu da Renda de Bilros valoriza e imortaliza esta arte. Através da sua exposição e da Escola da Renda de Bilros de Peniche, frequentada por aprendizes de todas as idades.

MUSEU DE RENDA BILROS EM PENICHE - PORTUGAL

Aproveite para conhecer mais sobre este património cultural. O museu está aberto de terça-feira a domingo e a entrada no museu é gratuita.

AVENIDA DO MAR

Uma pequena marginal com cerca de 300 metros e uma bonita vista para o mar. Ladeada por um grande número de restaurantes onde se come francamente bem (sou cliente habitual). Se visitou todas as sugestões patrimoniais que descrevemos, já deve ter fome! Em Peniche… Escolha peixe, naturalmente!

avenida do mar em Peniche

PATRIMÓNIO NATURAL DE PENICHE

Ilha do Baleal, Ilha das Berlengas e a famosa praia de super tubos são os expoentes máximos desta região. Mas há muito mais para ver e conhecer em pormenor. Aqui fica um mapa para se orientar.

BERLENGAS

Estando em Peniche, é incontornável ir visitar as Berlengas! O arquipélago das Berlengas é um diamante em bruto que emerge do granito, em pleno Oceâneo Atlântico.

BERLENGAS
BERLENGAS

A pequenez dos poucos palmos de terra deste conjunto de ilhas, contrasta com a força do cenário natural.

ILHA DAS BERLENGAS

Já é uma área protegida desde o tempo dos reis, quando D. Afonso V proibiu que ali se caçasse.  Mais tarde, em 1981, foi considerada Reserva Natural protegida e finalmente, em 2011, foi reconhecida internacionalmente pela UNESCO como Reserva da Biosfera. As ilhas das Berlengas pertencem ao concelho de Peniche e ficam a 7 milhas da cidade, ou seja, cerca de 11 Km (consulte o mapa acima).

Berlenga Grande, Estelas e Farilhões-Forcados são as três pequenas ilhas que formam este arquipélago. Destas, a maior é a ilha da Berlenga, com 1500 metros de comprimento por 800 metros de largura. Embora ocupe uma área muito pequena, o seu ecossistema é único, atraindo várias espécies de aves e animais marinhos.

ilha das berlengas peniche portugal
BERLENGAS

Pode explorar os encantos da Reserva Natural num passeio pelos trilhos de 2 Km.  Para além das caminhadas, tem muitas outras atividades à sua disposição, como passeios de barco à descoberta das grutas, mergulho, snorkeling, kayak, canoagem e observação de aves. Se lhe apetecer estar sossegado, é só deixar-se envolver pela beleza das praias, onde a rocha granítica contrasta com as águas esverdeadas e cristalinas.

Aproveite ainda para conhecer o Forte de S. João Baptista, o marco arquitetónico mais possante da ilha. Desconhece-se a data da sua construção, mas em 1651 foi mandado reconstruir pelo rei D. João V, para defesa dos ataques dos piratas.

forte de São batista berlengas peniche
FORTE DE SÃO JOÃO BATISTA

O único restaurante encontra-se na única povoação, o Bairro dos Pescadores. O restaurante tem uma ótima esplanada e, como não podia deixar de ser, os melhores pratos são obviamente de peixe. Dado que não há mais restaurantes, pode ser difícil encontrar lugar.

DICAS A TER EM CONTA NA SUA VISITA ÀS BERLENGAS

Para chegar às Berlengas, basta apanhar um barco na marina de Peniche, que fica a seguir ao extremo da avenida principal, depois da fortaleza. Aqui operam várias empresas que o podem levar às Berlengas. Para a viagem de ida e volta, independentemente da empresa, o valor ronda os 20€. No entanto, se precisar de um guia para visitar as grutas ou conhecer os trilhos, o preço será mais elevado. Se tem apenas um dia de férias e adora viajar de barco, pode marcar visitas guiadas, a partir de Lisboa para as Berlengas, com a duração de 8 a 10 horas. Outras informações importantes: 1-não há multibanco na ilha, leve dinheiro, 2-não há sombras, precisa de chapéu e de protetor solar, 3- Há pouquíssimos serviços, apenas um minimercado, leve o que precisa para o dia, principalmente água.

ILHA DO BALEAL

O Baleal era uma pequena ilha que o tempo e os caprichos da natureza transformaram em península. É mais um local excecional de Peniche, apenas a 5 Km do centro da cidade. Há uma única estrada de acesso à Ilha do Baleal, que atravessa a língua de areia que alcança a costa.

Na ilha, pode encontrar alojamento local e ótimas opções de serviços de restauração, mas os seus maiores atrativos são as praias do Baleal Norte e Baleal Sul. Para alguns, estas são das praias mais bonitas do país. As praias do Baleal Norte e do Baleal Sul ficam de costas uma para a outra, de um e do outro lado da língua de areia. Ambas têm uma enorme extensão de areias brancas e águas límpidas.

PRAIA DO BALEAL
PRAIA DO BALEAL

São praias vigiadas, com bandeira azul, parque de estacionamento, duches e ainda com serviço de bar e restaurante. Para quem gosta de fazer praia, este é um sítio de excelência. Estas praias têm também boas condições para o surf e windsurf.

O Baleal é uma povoação que surpreende todos os que o visitam. Um lugarejo encantador no cimo de uma grande formação rochosa. Depois de uma manhã (ou de uma tarde) nas praias do Baleal, suba a estrada (a pé) alguns metros e siga para a direita para que possa ver alguns rochedos de uma beleza única. Uma vista esmagadoramente bela e feroz (especialmente no Inverno). Não aconselhado a pessoas com mobilidade reduzida.

ROCHEDOS DO BALEAL
ROCHEDOS DO BALEAL

ERMIDA DE SANTO ESTEVÃO DO BALEAL

Ainda no Baleal encontrará um pequeno templo do século XVI com um exterior muito simples e formado por apenas uma nave. Ermida dedicada a Santo Estevão e a Nossa senhora das Mercês. Foi recentemente renovada. Se visitar o local aproveite também para apreciar a vista panorâmica, é fabulosa.

ERMIDA DE SANTO ESTEVÃO DO BALEAL
ERMIDA DE SANTO ESTEVÃO DO BALEAL

PRAIA DE SUPERTUBOS

Não é segredo que Peniche é o paraíso do surf! Há quem faça quilómetros para vir aqui apanhar ondas, apenas por umas horas. Supertubos é o nome pelo qual é conhecida a praia de Medão Grande. As condições naturais desta praia proporcionam ondas tubulares excelentes e muito rápidas.

SUPERTUBOS PENICHE PORTUGAL
PRAIA DE SUPERTUBOS

Para os que vêm de longe expressamente para surfar, podem conhecer as condições da Supertubos AQUI

OUTRAS PRAIAS EM PENICHE

As Berlengas, o Baleal e a praia de Supertubos estão entre as melhores praias de Peniche, mas não são as únicas! Seja para apanhar sol, relaxar, caminhar ou passear o cão, há muitas e boas opções. Aqui ficam algumas sugestões.

PRAIA DE GAMBOA

A Praia de Gambôa é emoldurada pelo forte de Peniche e um pontão.  A melhor zona de banhos é junto a esse pontão, porque no resto da praia há muitas rochas no mar. É uma praia vigiada com serviço de bar, restaurante e aluguer de toldos. Embora tenha várias zonas de parqueamento, no verão pode ser difícil encontrar lugar.

PRAIA DE GAMBOA PENICHE
PRAIA DE GAMBOA, PENICHE

PRAIA DE PENICHE DE CIMA

A seguir à Gambôa, vem a Praia de Peniche de Cima, também conhecida como Praia do Cerro. É uma praia muito procurada no verão e oferece os mesmos serviços que a praia de Gambôa.   

praia de peniche de cima
Praia de Peniche de Cima

PRAIA DA COVA DA ALFARROBA

Entre a Praia de Peniche de Cima e a Praia do Baleal Sul há ainda a Praia da Cova da Alfarroba. Aqui, as dunas de areia branca proporcionam um cenário de particular beleza. Ao longe, já se avista a Ilha do Baleal.

praia da cova da Alfarroba
PRAIA DA COVA DA ALFARROBA, PENICHE

PRAIA DA CONSOLAÇÃO

De Peniche à praia da consolação distam 8 quilómetros, uma distância que se percorre em 14 minutos de carro. Lá vai encontrar um areal gigantesco, muito espaço entre banhistas e um mar que habitualmente impõe respeito e cautelas. O vento é uma presença regular mas as dunas podem ajudá-lo a proteger-se da nortada. Uma praia lindíssima com uma vista fabulosa. Boa para “banhos de sol” e para surfar!

PRAIA DA CONSOLAÇÃO
PRAIA DA CONSOLAÇÃO

PRAIA DO PORTINHO DA AREIA SUL

Muito bonita mas sem apoios de praia. É um local não vigiado apesar de ser bastante frequentado especialmente pelos residentes locais que aqui encontram um mar límpido, frio e calmo (coisa rara por estes lados). Quando o vento está a soprar de norte (situação muito habitual), esta praia é mais procurada por ter pouco vento.

PRAIA DO PORTINHO DA AREIA SUL peniche
PRAIA DO PORTINHO DA AREIA SUL, PENICHE

PRAIA DO PORTINHO DA AREIA NORTE

Uma praia bonita e pouco frequentada numa zona de arribas. Se tem um amigo de 4 patas levo-o a passear por aqui, é uma praia muito procurada para esse efeito. É bastante rochosa o que dificulta o acesso ao mar. Ideal também para passear a pé, tirar fotografias e relaxar.

PRAIA DO PORTINHO DA AREIA NORTE
PRAIA DO PORTINHO DA AREIA NORTE

ILHEU DA PAPÔA

Um cabo envolto em histórias, mistérios e lendas! Um pedaço de rocha cuspido pelas entranhas do planeta e que ceifou a vida a muitos marinheiros de tempos idos que ali embateram e naufragaram. Parece uma ilha mas um olhar mais atento mostra-nos uma península. Para sermos mais exatos, devemos dizer que se trata de uma pequena península dentro de uma segunda península um pouco maior (a da Fuseta) que por sua vez ainda se insere numa 3ª península, a de Peniche. É possível ir até à ponta do ilhéu da Papôa. Sugerimos que o faça SE o tempo não se apresentar furioso (coisa habitual por estas bandas). O percurso conta com umas escadas em condições decentes. Ainda assim, é necessário cautela.

ilhéu da Papôa, peniche

VARANDA DE PILATOS

Um capricho da natureza que, ao longo de milhares (milhões) de anos ali criou uma “cabine” de rocha natural e uma janela para o oceano infinito. Ao longe podemos entrever a silhueta da ilha das berlengas. Um lugar privilegiado para ver um pôr do Sol magnífico!

VARANDA DE PILATOS
VARANDA DE PILATOS

MIRADOURO VARANDA DE DOMINIQUE

Mais um miradouro com uma vista extraordinariamente bela para o imenso oceano Atlântico. Local muito procurado e frequentado por pescadores. Se não tiver tempo para ver tudo, deixe esta atração para o final da lista.

miradouro varanda de dominique

VISITA VIRTUAL A PENICHE

O QUE VISITAR PERTO DE PENICHE?

Já anteriormente referimos neste artigo que 5 dias não são demais para ver com calma e tranquilidade o muito que há para ver em Peniche. Se optar por passar um período alargado de férias, saiba que nas imediações há também atrações interessantes para conhecer. Aqui ficam quatro opções, duas a norte e duas a sul de Peniche.

PRAIA DA FOZ DO ARELHO

40 quilómetros e uma viagem de 35 minutos separam Peniche da praia da Foz do Arelho. De um lado o oceano, do outro lado a Lagoa de Óbidos. Duas opções diferentes que se juntam ao muito que se pode fazer na Lagoa de Óbidos. Caso opte pela praia, saiba que terá à sua disposição um areal gigante que oferece muito espaço e privacidade a quem frequenta a praia. Água límpida, fria e com uma ondulação forte.

LAGOA DE ÓBIDOS

De Peniche à Lagoa de Óbidos distam 28 quilómetros, uma distância que se percorre em 32 minutos. Uma lagoa muito bonita e muito procurada por quem gosta de desportos náuticos (stand-up padle, Kayak e canoagem) e por quem gosta de caminhar. Em redor da Lagoa, há vários percursos pedestres de baixo nível de dificuldade. Há também muitos e bons restaurantes. Um lugar magnífico para passar o dia!

PRAIA DE PORTO NOVO, VIMEIRO

De Peniche ao Vimeiro distam 29 quilómetros e 34 minutos de carro. A praia é bonita e tranquila mesmo no verão. É famosa por ser rica em iodo. Quem sofre dos ossos e das articulações procura bastante este lugar. Do lado esquerdo da praia há um penhasco que confere grande beleza ao cenário. Debruçado sobre a praia, numa grande elevação, encontramos o hotel Golfe Mar. Mesmo que não fique lá hospedado, visite-o para ver a magnífica vista!

PRAIA DA AREIA BRANCA

É uma das praias mais famosas e frequentadas da costa oeste. Muito procurada por surfistas e por jovens que costumam ficar na pousada da juventude. Junto à praia, há um elevado número de restaurantes e bares que animam a zona especialmente durante o verão. O areal é muito extenso e garante espaço para todos. O mar é límpido, frio e forte. Perfeito para um dia de praia terminando a petiscar alguma coisa!

HISTÓRIA de PENICHE

 O nome Peniche deriva da palavra península, palavra que na sua origem significaria quase (pen) ilha (insula). A história desta cidade é indissociável do mar. Antigamente Peniche era uma ilha, que consoante o humor das marés, deixava a descoberto uma porção de terra que a ligava à costa. Assim, transformava-se em península e, deixava-se alcançar a pé enxuto, até à próxima maré.

Peniche desenvolveu-se essencialmente a partir da atividade piscatória e também da agricultura. Estas atividades moldaram a vivência da cidade até aos dias de hoje.

PENICHE VILA PISCATÓRIA

Ora quem vive do mar, naturalmente aprende a bradar aos céus. A fé e as tradições do povo de Peniche manifestam-se nas festas em agosto. Só neste mês, há três festas populares em honra de Nossa Senhora. Destas, a primeira e mais importante, é a de Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira dos pescadores. É uma semana inteira de festa, com concertos, espetáculos, feira popular, tasquinhas e claro, celebrações religiosas. Durante a festa de Nossa Senhora da Boa Viagem, a expressão de devoção mais singular é à noite, quando parte um cortejo muito diferente. Penetrando o mar, no meio da escuridão, partem em procissão vários barcos iluminados e enfeitados, levando as imagens de Nossa Senhora.   

procissão a Nossa Senhora da Boa Viagem
PROCISSÃO A NOSSA SENHORA DA BOA VIAGEM

GASTRONOMIA EM PENICHE

Como não podia deixar de ser, numa terra que nasceu do mar, as especialidades gastronómicas são de peixe e marisco. O prato mais popular é a Caldeirada de Peixe, confecionado com várias espécies de peixe fresco da costa de Peniche. Na sua origem, esta era uma refeição confecionada nos barcos pelos pescadores.

Mas há outras propostas deliciosas:  Quelme seco de Peniche, Alfaquique de Peniche com açorda de ovas, Raia de Peniche de molhinho, Sequinho de robalo de Peniche, Pastelinhos de polvo de Peniche e ainda Broa de milho com sardinha de Peniche.

Pastelinhos de polvo de Peniche
PASTELINHOS DE POLVO

RESTAURANTES EM PENICHE

Há muito por onde escolher se quiser fazer uma boa refeição em Peniche. Para facilitar a escolha, ficam aqui duas boas possibilidades.

TASCA DO JOEL

No Google aparece como um restaurante de 2 cifrões. Tem mais de 2400 (!) comentários de clientes e uma classificação geral de 4.5 estrelas (num máximo de 5). A Tasca do Joel é um restaurante com um ambiente acolhedor, de mesas e cadeiras em madeira. Tem um menu muito diversificado e, como não podia deixar de ser, excelentes pratos de peixe fresco. Mas a oferta não se esgota no peixe, também os pratos de carne são de grande qualidade. Para as entradas pode escolher entre uma grande variedade de petiscos, do tradicional mexilhão à guilho ao inovador pica-pau de atum. Para acompanhar o excelente cardápio, o a Tasca do Joel apresenta uma garrafeira de grande qualidade.

tasca do joel

PROFRESCO

A Profresco é um restaurante particular. Na realidade é uma peixaria-restaurante, inicialmente apenas uma peixaria e agora uma empresa especializada em peixe fresco e congelado. A empresa de congelação funciona na cave. O piso térreo divide-se entre a peixaria e o restaurante. Na peixaria, pode escolher o peixe ou marisco para lhe ser servido à mesa. O restaurante tem 140 lugares e duas esplanadas, sendo que uma é coberta e a outra ao ar livre, com uma bela vista sobre as Berlengas. No google apresenta-se como um restaurante de 2 cifrões, com mais de 2000 (!) comentários no Google e uma classificação geral de 4.3 estrelas.

PROFRESCO

HOTEIS EM PENICHE

Há muitas opções de alojamento em Peniche. Optámos por recomendar um hotel que apresenta um elevado número de comentários no google e uma classificação muito elevada. Não é um alojamento particularmente caro (apresenta a melhor relação preço / qualidade da região).

SEA GARDEN RESIDÊNCIA

Mais de 260 avaliações no Google e uma classificação geral de 4.6 estrelas (num máximo de 5). Os elogios referem com insistência a excelente localização, a limpeza, o tamanho dos quartos e a simpatia do staff.

sea garden residência em Peniche

SE GOSTOU DESTE ARTIGO, TAMBÉM VAI GOSTAR DE…

NAZARÉ (clique na imagem)
FIGUEIRA DA FOZ (clique na imagem)