Vila do Conde – 25 Sítios TOP! (2021)

30 minutos! Se vive no Porto, 3o minutos é o período de tempo que vai precisar para chegar a Vila do Conde!

VILA DO CONDE

Cidade bela e tranquila, ganhou importância como estaleiro de construção naval na época dos Descobrimentos. O mar foi sempre importante nesta povoação e influenciou sempre a vida dos seus habitantes. Conta com a designação de vila no seu nome mas é uma cidade. É uma importante cidade do Norte de Portugal e tem cerca de 29.000 habitantes na sua área urbana (censos de 2011).

O QUE VISITAR EM VILA DO CONDE?

A cidade de Vila do Conde tem um vasto número de atrações turísticas. Para que possa apreciar com calma tudo o que a cidade oferece, sugerimos uma estadia de 3 dias completos. Aqui fica o mapa das atrações para que possa planear os seus passeios. Esperamos que seja útil!

MIRADOURO DO MOSTEIRO DE SANTA CLARA

Este miradouro oferece-nos uma belíssima perspectiva da cidade e do encontro do rio Ave com o oceano atlântico. O miradouro situa-se junto ao antigo convento de Santa Clara.

Miradouro do Mosteiro de Santa Clara vila do conde

MOSTEIRO DE SANTA CLARA

Fundado em 1318, foi um convento feminino extinto no séc. XIX. O monumento foi construído por ordem de Dom Afonso Sanches.

Na sequência da extinção das ordens religiosas em 1834, o convento foi “morrendo” lentamente. Em 1892, com a morte da última freira, fechou-se um ciclo. Dez anos mais tarde, em 1902, o convento recebeu a casa de detenção e correcção da cidade do Porto. Mais tarde foi renomeado como reformatório de Vila do Conde e escola profissional de Santa Clara (depois conhecido como Centro Educativo de Santa Clara o qual fechou em definitivo em 2007). A partir do ano de 2008, o outrora convento ficou tristemente abandonado…

mosteiro de santa clara vila do conde

IGREJA DE SANTA CLARA

Fica junto ao mosteiro de Santa Clara e próximo do aqueduto. Monumento católico, de estilo exterior austero. Mandado construir em 1318 por dom Afonso Sanches. Igreja com interior em pedra, sem grandes ornamentos, um pouco escura mas bonita na sua simplicidade.

igreja de santa clara vila do conde

IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE

A igreja matriz de Vila do Conde substituiu uma antiga construção da qual nada resta. A construção começou 1496 e foi fortemente impulsionada por Manuel I de Portugal, depois de ter passado por Vila do Conde aquando da sua peregrinação a Santiago de Compostela.

A construção da igreja foi finalizada em 1515. O exterior da igreja é belo mas o seu interior é absolutamente a não perder!

IGREJA DA NOSSA SENHORA DA LAPA

A igreja da nossa senhora da Lapa remonta ao século XVII e é um dos principais monumentos da cidade. A sua fachada conta com duas belas e vistosas torres. O interior da igreja é bastante simples.

Igreja da nossa senhora da Lapa vila do conde

IGREJA NOSSO SENHOR DOS NAVEGANTES (IGREJA DAS CAXINAS)

Fica junto ao famoso bairro das Caxinas (talvez o mais conhecido bairro de pescadores do país). A igreja tem a forma de barco e é conhecida na zona como a igreja do barco. Inaugurada em 1985, foi construída no lugar de outra mais antiga que datava de 1928

AQUEDUTO DE SANTA CLARA

A sua construção iniciou-se 1626 e terminou 1705. O aqueduto de Santa Clara liga a Póvoa do Varzim ao convento de Santa Clara. É internacionalmente considerado como um dos mais bonitos do mundo. Tem uma arquitetura de estilo românico e inicialmente tinha 999 arcos (ao longo de quatro quilómetros). Atualmente muitos deles encontram-se destruídos. A destruição dos Arcos do Aqueduto ficou a dever-se ao roubo das pedras pela população (para construírem as suas próprias casas). A revista “National Geographic” considerou-o como o 4º mais bonito do planeta!

No passado possuía 999 arcos. Hoje conta com muitos menos e alguns encontram-se num mau estado de conservação.

MEMORIAL AOS NÁUFRAGOS E MONUMENTO AO PESCADOR

Vila do Conde foi e ainda é uma terra de pescadores. Foram muitos os que perderam a sua vida no desempenho do seu trabalho: a pesca. Não há uma única família local que não conheça alguém que perdeu a vida no mar. Este monumento foi construído em memória desses homens.

Ficam localizados na marginal e muito próximos um do outro.

BAIRRO DAS CAXINAS

As Caxinas são um bairro piscatório emblemático de Vila do Conde. Os registos históricos indicam a presença de população nesta área desde o ano 4000 ac (!). No ano de 900 ac surgiu pela primeira vez um nome para a povoação, chamava-se vila do farol. Aqui estabeleceram-se rotas comerciais marítimas com outras civilizações.

Uma outra vila (ou uma outra Caxinas) surgiu depois da conquista da península pelos romanos (ano de 138 AC aproximadamente). Os Romanos introduziram uma melhoria na organização e no desenvolvimento da actividade piscatória.

Mais tarde, durante os descobrimentos Portugueses, as Caxinas ganharam novo protagonismo, como consequência do conhecimento dos seus construtores navais.

No século XVII, a transformação do peixe ganhou nova importância nas transações comerciais. Consequentemente, as Caxinas tornaram-se no porto mais importante do norte português.

Hoje em dia, grande parte da sua população continua ligada à pesca. Mas actualmente já é possível encontrar mais pessoas ligadas a outras áreas de actividade (uma tendência que se verifica em todas as vilas piscatórias portuguesas).

As Caxinas são também muito procuradas por aqueles que gostam de ir à praia. O areal é extenso, o mar é em geral forte e muito violento no Inverno. A praia é muito frequentada especialmente pelos habitantes da zona norte de Portugal.

PRAIA DE VILA DO CONDE

A praia de vila do conde conta com um vasto e belíssimo areal. A praia é muito procurada e frequentada durante a época balnear (entre Junho e Setembro) essencialmente pela população Nortenha.

MUSEU(S) DE VILA DO CONDE

O museu tem diversos núcleos e conta com uma exposição permanente dedicada à história do território de Vila do Conde. Se visitar a exposição permanente conseguirá “mergulhar” na alma da cidade e compreender a evolução e a identidade das suas gentes.

Os núcleos do museu de Vila do Conde são: casa José Régio, Museu das Rendas de Bilros, Museu da Construção Naval e Nau Quinhentista, Museu dos Bombeiros, Museu das Cinzas (fica na igreja do convento de São Francisco), Museu da Cooperativa Agrícola, Museu de Arte Sacra, Casa do Barco, centro interpretativo de memórias da misericórdia de Vila do Conde.

IGREJA E CONVENTO DA ENCARNAÇÃO

Foi construído no século XVII durante o reinado de Filipe II. Sofreu renovações depois de um incêndio em 1734 e depois do grande terramoto de 1755. Com o fim das ordens religiosas em 1834, o convento teve uma vez mais bastantes alterações.

O interior da igreja merece uma visita atenta. Destacam-se os azulejos azuis e brancos, as pinturas e a talha dourada da capela principal. Este imóvel ostenta o titulo de imóvel de interesse público.

igreja nossa senhora da encarnação vila do conde

PRAÇA DA REPÚBLICA – VILA DO CONDE

É provavelmente a praça mais concorrida da cidade de Vila do Conde. Fica junto ao rio e à ponte que liga o centro da cidade com a Azurara (na outra margem do rio Ave). O espaço é bastante grande e belo com jardins e flores para todos os gostos. No meio da Praça da República encontrará uma escultura de Domingos Azevedo. Deste local poderá ver o mosteiro de Santa Clara em todo o seu esplendor. Há alguns cafés e restaurantes que merecem uma visita. O sitio perfeito para descansar um pouco e apreciar a beleza do casario Vila condense.

praça da república Vila do Conde

NAU QUINHENTISTA DE VILA DO CONDE

Trata-se de uma réplica de um antigo barco português do século XVI. Tem 27 metros de comprimentos, quase 8 metros de largura e cerca de 5 metros de altura. Pesa 300 toneladas. Foi inaugurada em 2007 e a sua construção foi pensada como elemento de promoção e restauro da zona ribeira da cidade.

No interior da nau, encontram-se diversas reproduções da vida a bordo (tal como a imaginamos no século XVI). Lá irá ver os espaços de armazenamento de materiais e mercadorias, os aposentos da tripulação, os materiais de navegação, artilharia, cartas de apoio à navegação e muito mais. Não perca!

NAU QUINHENTISTA DE VILA DO CONDE

ANTIGO CONVENTO DO CARMO

Foi em 1755 que abriu portas o hospício de Nossa senhora do Carmo das Carmelitas Descalças.

8 anos mais tarde, em 1763 foi construída a capela com o mesmo nome (conclusão em 1765). Foram quase 60 anos em serviço até que, em 1834, com a extinção das ordens religiosas, o convento cessou a atividade passando a sua administração para Câmara municipal.

Por lá já passaram um tribunal, uma escola de rendas, uma escola primária, os correios e hoje alberga os serviços municipais.

convento do carmo vila do conde

A igreja tem um belíssimo portal numa das suas fachadas (a poente).

CAPELA DO SOCORRO

A capela encontra-se no centro da cidade, numa elevação que oferece uma belíssima vista sobre o rio Ave. Acredita-se que a capela terá sido construída em 1603 por ordem de Gaspar Manoel, cavaleiro professor da ordem de Cristo.

A capela evoca Nossa Senhora da Boa Viagem e ainda hoje os restos mortais do seu fundador se encontram no chão do monumento.

A arquitetura da capela reflete o gosto de Gaspar Manuel e nela podemos identificar uma preferência pela arquitetura do oriente. Ao invés, o interior da capela é tipicamente português e lá encontramos azulejos do século XVIII e fazem referência à virgem Maria.

capela do socorro vila do conde

PRAÇA DA ALFÂNDEGA RÉGIA

A alfândega Régia foi erigida por Dom João II em 1487 o que atesta da importância do porto de Vila do Conde na expansão marítima portuguesa. Durante o século XVIII, a alfândega foi alvo de diversas renovações para dar resposta ao intenso tráfego náutico comercial que se fazia sentir no porto de Vila do Conde.

alfandega régia vila do conde

Quando deixou de funcionar como Alfândega, o edifício começou a deteriorar-se. Ao longo do século XX, foi usado como estrutura de apoio da Guarda Fiscal e como local de arrumos do estaleiro da construção de barcos que por ali operou até 1993.

Em 2001, o edifício foi completamente recuperado e convertido num museu. Lá encontramos uma exposição permanente com 3 vetores, a saber: navegação portuguesa, história da Alfândega Régia e a história da construção Naval dos barcos da região.

CAPELA NOSSA SENHORA DA GUIA

A capela da Nossa senhora da Guia dá as boas-vindas a quem entra pela Barra do Ave. A sua localização e presença são um amparo aos pescadores nortenhos que a ela rezam pela sua segurança. É o mais velho monumento da Paróquia. Há documento do século XI que fazem referência a este edifício. Pela sua localização junto ao Rio, crê-se que terá sido em tempos idos uma estrutura defensiva do estuário do Ave.

Capela nossa senhora da guia vila do conde

A extrema simplicidade do seu exterior não deixa adivinhar a imensa riqueza do seu interior. Azulejos, talhas, pinturas e um teto revestidos por caixotões são alguns dos elementos que justificam amplamente a visita a esta capela.

interior capela nossa senhora da guia vila do conde

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA DO CONDE

O edifício da câmara municipal de Vila do Conde fica no antigo edifício dos Paços do concelho bem no centro histórico de Vila do Conde. É uma construção simples de dois pisos e data de 1543. À frente encontra-se o Pelourinho e nas proximidades poderá visitar a igreja matriz, a igreja da misericórdia e o mercado de Vila do Conde.

camara municipal de vila do conde

SUGESTÃO DE PERCURSO PEDESTRE EM VILA DO CONDE

Caminhar a pé é sempre a melhor opção para sentir um pouco a alma do lugar que estamos a visitar. Aqui fica uma sugestão de percurso pedestre que lhe dará a conhecer algumas das principais atrações da zona. São 27 minutos a pé numa viagem que começa no convento de Santa Clara e que termina na Capela da Nossa senhora da Guia,

VIAGEM VIRTUAL A VILA DO CONDE

O QUE VISITAR PERTO DE VILA DO CONDE?

PÓVOA DO VARZIM

A bela marginal é partilhada por Vila do Conde e pela Póvoa do Varzim. Para quem não é residente é difícil perceber onde termina uma e começa a outra cidade (a Póvoa do Varzim fica a Norte de Vila do Conde).

marginal da Póvoa do Varzim

A Póvoa, tal como vila do Conde, é muito procurada pelos nortenhos durante o Verão. Lá encontram um vasto areal e um oceano belo e frio. Os ex-libris da cidade são o Casino da Póvoa, a Fortaleza da nossa senhora da Conceição e a praça do Almada.

CASINO DA PÓVOA

O Casino da Póvoa é um dos maiores e mais imponentes do país! Já lá passámos uma passagem do ano (2018) e o ambiente era bastante agradável e descontraído! Uma boa opção para quem gosta de gastar uns euros em jogo e de comer um magnífico hambúrguer a altas horas da madrugada.

casino da póvoa do varzim

PRAÇA DO ALMADA

É na praça do Almada que encontra a câmara municipal da Póvoa. É um espaço amplo, com bastante comércio a rodear o centro da praça onde está um pelourinho. É também nesta praça que vai encontrar um momento em memória do grande escritor Português Eça de Queirós.

praça do almada póvoa do varzim

FORTE DA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

O forte fica na Póvoa do Varzim (localidade contígua a Vila do Conde). Construído entre 1642 e 1648 para fortalecer a linha de defesa no contexto da guerra da Restauração (batalhas entre Espanha e Portugal entre 1640e 1668 na sequência que um golpe de estado que pôs fim à dinastia Filipina em Portugal).  

Fica em cima de um promontório (formação rochosa que avança sobre o mar) e dificultava a aproximação das embarcações inimigas. Quando perdeu a sua função militar (entre 1800 e 1850), a fortaleza foi desativada começando a sua destruição. Mais tarde, em 1868, o duque de Palmela comprou o forte e transformou-o num “challet” (casa Palmela, 1873).

Caso tenha um interesse particular em bairros e comunidades de pescadores, não deixe de ler o nosso artigo sobre a Figueira da Foz.

QUER FICAR ALOJADO NUM LUGAR FANTÁSTICO EM VILA DO CONDE?

VILA C BOUTIQUE HOTEL

Hotel de 4 estrelas que conta com mais de 850 comentários e uma classificação global de 8,9 em 10.

Fica situado na margem sul do rio Ave (em Azurara). Tem um SPA, ginásio, salas de conferência e tem estacionamento privativo. O convento de Santa Clara – uma das principais atracções – fica perto do hotel. Os quartos têm varanda, mini-bar e uma televisão plana.

ALOJAMENTO BARATO EM VILA DO CONDE?

RESIDENCIAL PRINCESA DO AVE

Mais de 450 comentários! Uma classificação global de 8,8 em 10.

Muito central, fica a apenas 5 minutos a pé da praia e também do centro da cidade. A estação de metro de Vila do Conde fica a 1 quilómetro e tem ligação ao Porto. Todos os quartos têm casa de banho privativa.

Perto da residencial, há muitos serviços para sua comodidade: restaurantes, bares, o museu José Régio e o mosteiro de Santa Clara.

GOSTO DE APROVEITAR A NOITE! ONDE DEVO IR?

Vila do Conde tem alguns pequenos bares onde pode ir para beber um copo e espairecer. Naturalmente que, pela sua (pequena) dimensão, não se trata de uma cidade com uma enorme oferta nocturna.

Caso seja um amante de bares, discotecas, cafés, música ao vivo e afins, não se esqueça que a grande cidade do Porto se encontra a apenas 30 minutos de carro. Lá, irá encontrar todas as opções que a sua imaginação pode alcançar.

O QUE COMER EM VILA DO CONDE?

Vila do conde – e mais concretamente o bairro das Caxinas – é sinónimo de bom pescado (incluindo marisco). Mas no Norte de Portugal, também a carne é de excelente qualidade. Assim sendo, é difícil recomendar algo muito específico. Em Vila do Conde, difícil difícil é comer mal…

ONDE COMER BEM E BARATO EM VILA DO CONDE!

RESTAURANTE DONA MARIA

131 comentários no Google e uma classificação geral de 4,5 em 5. Os comentários referem um espaço pequeno mas acolhedor. Qualidade e rapidez do serviço, comida de qualidade, um ótimo preço e uma muito boa relação qualidade-preço. Apesar dos preços serem baixos, tem uma boa oferta de peixe e boas sobremesas.

ONDE COMER BEM MAS NÃO MUITO BARATO

PRAIA MAR

Mais de 750 (!) comentários no Google e uma classificação geral de 4,5 em 5. Há imensos elogios tanto para os pratos de carne como para os pratos de peixe (em especial para o arroz de frutos do mar). O staff tem também muitos elogios. Tem vista para o mar!

EVENTOS

Teatro, auditório e biblioteca municipal de Vila do Conde são três importantes elementos culturais da cidade. Por lá passam músicos, actores e artistas de inúmeras áreas da cultura. É uma cidade com uma dinâmica cultural muito interessante.

Para ficar a par dos próximos eventos culturais em Vila do Conde clique AQUI!

HISTÓRIA DE VILA DO CONDE

Vila do Conde é uma povoação muito antiga, mais antiga ainda que a fundação de Portugal (1143). A primeira referência a Vila do Conde surge no ano de 953 e podemos encontrá-la no livro da condessa Mumadona Dias.

A população de vila do Conde participou activamente nos descobrimentos portugueses. Paulo Faria e Francisco Faria participaram na viagem de Vasco da Gama à Índia. A Praça Nova, hoje designada de Praça Vasco da Gama, foi construída em 1538. Lá podemos encontrar os Paços do concelho. No século XIX, as Invasões Francesas provocaram enormes perdas à população da vila que viria a subir à categoria de cidade em 1987.

vila do conde Paços do concelho

As rendas de bilros são aqui produzidas desde o sec. XVII. As técnicas utilizadas na produção destas rendas foram mais tarde difundidas para outras áreas do nosso país e também para o Norte de Espanha.

rendas de bilres vila do conde planet portugal

Este magnífico trabalho de artesanato pode ser visto e revisto no Museu das rendas. Uma visita a vila do Conde é quase um passeio obrigatório para as gentes do Norte de Portugal especialmente no verão. Mas nós acreditamos que esta bela cidade Nortenha merece muito mais atenção do que aquela que lhe é habitualmente atribuída pela maioria dos portugueses.

POPULAÇÃO DE VILA DO CONDE

Vila do conde é sede de um concelho com cerca de 150 km2 e conta com 79 533 habitantes (dados de 2013). Tem 22 freguesias e o município é limitado pela Póvoa do Varzim, Famalicão, Trofa, Maia, Matosinhos e, por ser uma cidade costeira, é também limitada pelo oceano atlântico.

Vila do conde situa-se na margem Norte do belíssimo rio Ave. É um importante centro industrial e tem um dos últimos importantes portos de pesca de Portugal. No Verão é procurado por muitos “turistas” portugueses. O aglomerado urbano da Póvoa do Varzim e de Vila do conde constituem o mesmo aglomerado.

evolução demográfica vila do conde

PERSONALIDADES DE VILA DO CONDE

JOSÉ RÉGIO 

José Régio foi o pseudónimo usado por José Maria dos Reis Ferreira. Foi escritor, poeta, ensaísta, romancista e historiador da literatura portuguesa. Nasceu em Vila do Conde em 1901 e morreu também na sua cidade em 1969. Em Vila do Conde há uma biblioteca e uma escola secundária com o seu nome.

Não deixe de visitar a casa museu de José Régio.

EÇA DE QUEIRÓS

Ainda hoje não é claro se Eça de Queirós nasceu em Vila do Conde ou na Póvoa do Varzim. É o próprio Eça que se refere a si próprio como ” ‘eu não sou mais do que um pobre homem da Póvoa de Varzim”.

É no entanto factual que Eça foi baptizado em Vila do Conde e que aos 6 anos foi viver para Aveiro. Eça de Queirós é um dos maiores vultos da literatura portuguesa. Vila do conde não esqueceu as origens deste mestre da escrita e assinalou a casa onde Eça de Queirós viveu os primeiros anos da sua vida.

casa de eça de queirós vila do conde

SE GOSTOU DESTE ARTIGO NÃO DEIXE DE LER…

FIGUEIRA DA FOZ
COSTA DA CAPARICA